Arquivos mensais: março 2017

Johnnie Walker Black A lenda

 

historias-da-gastronomia-001-bebidas-johnnie-walker

Conhecido como Walker’s Kilmarnock Whisky, a marca Johnny Walker é um legado deixado por John ‘Johnnie’ Walker em meados de 1826 quando ele começou a vender uísque em sua loja, localizada em Ayrshire, Escócia 7 anos apos a morte de seu pai. Entre erros e acertos passarem-se mais de 30 anos até sua bebida começar a se tornar conhecida.A marca se tornou popular apenas após sua morte  em 1857  quando seu filho, Alexander Walker e neto, Alexander Walker II estabeleceram a marca como uma das mais populares na Escócia e também do mundo.

 Fatos interessantes e que sob comando de John Walker  as venda de Whisky representavam apenas 8% do faturamento da empresa, sendo que sob o comando de Alexander, este percentual passou para uma margem entre 90 e 95% e continuam ate hoje.

Por varias considerações e reviravoltas de mercado, brigas de famílias, intrigas politicas e forte influencia de pessoas ligadas a famílias escocesas e inglesas,até 1860 era considerada ilegal a venda de blended whisky ( mistura de vários malts e single malts). Anos mais tarde seria liberados os Blends e com isso surgiria o Johnnie Walker black.

Com uma visão estratégica além de seu tempo Alexander Walker criou a tradicional garrafa quadrada, que acompanha a marca até hoje em 1870, possibilitando o armazenamento de um maior número de garrafas em um menor espaço físico.Isso era de suma importância na época tendo em vista que todo transporte de mercadorias era feita por navios a vela e a vapor com alto custo por carga. Assim, as cargas de whisky Johnnie Walker Black ocupavam 20% a menos de espaço que era preenchido com mais garrafas.Outra característica padrão das garrafas de Johnny Walker é a marca, que é selada na garrafa em um ângulo de 24 graus.

Segundo uma pesquisa realizada em 2013 pela publicação inglesa “The Whisky Magazine”, a cidade brasileira de Recife detém o maior consumo de uísque per capita do mundo, sendo responsável por 40% do consumo mundial de Johnnie Walker Red Label. Tendo em vista isso, a filial local a da Diageo passou a investir mais em marketing localizado para o Brasil.